quinta-feira, 2 de junho de 2016

O que é a emoção?



A emoção é um campo de energia em contínuo estado de transformação. Produzimos centenas de emoções diárias. Elas organizam-se, desorganizam-se e reorganizam-se num processo contínuo e inevitável.

O ideal seria que o círculo de transformação da emoção seguisse uma trajetória prazerosa, ou seja, que um sentimento de alegria se transformasse num sentimento de paz, que se transformasse numa reação de amor, que se transformasse numa experiência contemplativa.

Mas, na realidade, o que ocorre na vida de cada ser humano é que a alegria se converte em ansiedade, o prazer em irrritabilidade, enfim, as emoções alteram-se.

Não é possível para a natureza humana ter uma emoção continuadamente prazerosa. Não existe, como muitos psicólogos pensam, equilíbrio emocional.

A emoção passa por inevitáveis ciclos diários. No entanto, a emoção é mais saudável quando mais estável ela for e quanto mais perdurarem os sentimentos que alimentam o prazer e a serenidade.

A tolerância é um atributo dos fortes e não dos fracos. A tolerância produz profunda estabilidade no campo da energia emocional. Só se constrói a tolerância quando se constrói primeiro a capacidade de compreender as limitações dos outros. 

Quanto mais uma pessoa for intolerante, mais será invadida pelos comportamentos dos outros, mais instável e angustiada será.

O mesmo princípio  ocorre com a capacidade de perdoar. Perdoar não é sinal de fraqueza, mas de grandeza. Só os fortes perdoam, só eles conseguem ver o que está por detrás dos comportamentos dos outros. A arte do perdão protege a emoção.

A capacidade de perdoar e de ser tolerante depende de um treino.

Augusto Cury - Treinar as emoções para ser feliz



Ficou com alguma dúvida?
Coloque-a através dos seguintes contactos:
  • wcanavarro@gmail.com
  • Formulário de contacto (aqui)


Sem comentários:

Enviar um comentário